Presidente Bolsonaro aciona sistema de abastecimento de água na Bahia

O povo agradece. Opresidente Jair Bolsonaro acionou, na quinta-feira, dia 30/7, na Cidade de Campo Alegre de Lourdes, Extremo Norte da Bahia, o Sistema Integrado de Abastecimento de Água. Mais de 40 mil pessoas que dependiam de caminhões-pipa, chafarizes e poços tubulares com água salobra passarão a ter água tratada e abastecimento regular nos municípios baianos de Campo Alegre de Lourdes e Pilão do Arcado.

O empreendimento hídrico recebeu R$ 90 milhões em investimentos do Governo Federal, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

A captação da água do sistema acionado ocorre no lago de Sobradinho, no município de Pilão Arcado, e a estrutura cruza diversos povoados até chegar a Campo Alegre de Lourdes. No total, 71 comunidades serão beneficiadas nos dois municípios. Na sede e povoados, a água será domiciliar. Em algumas regiões da zona rural, será por chafariz, fonte usada para uso comunitário instalada em pontos estratégicos

A área atendida integra o chamado “polígono da seca” que engloba municípios que sofrem com estiagens prolongadas.

O presidente disse que ouviu, no local, sobre problemas das Cidades e que o governo trabalha para solucioná-los junto com o parlamento. “Já ouvi de parlamentares e prefeitos, problemas da região. Esses problemas quem vai resolver não vai ser o Jair Bolsonaro sozinho. Vai ser eu e o Parlamento brasileiro. Nós temos como realmente mudar o destino do Brasil”, afirmou.

“Ninguém governa sozinho e o nosso país tem um tremendo potencial para ocupar o local que ele merece no cenário mundial. Com a graça de Deus e o apoio do povo, nós chegaremos lá”, ressaltou. “Tenho certeza, nós juntos faremos um Brasil diferente de poucas décadas atrás”.

A obra

O empreendimento acionado nesta quinta-feira pelo presidente Bolsonaro, acompanhado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, é o maior para abastecimento de água já executado pela Codevasf no norte da Bahia.

Com 477 quilômetros de adutoras e redes de distribuição, a obra é composta por uma Estação de Tratamento de Água (ETA), seis estações elevatórias, duas de pressurização, seis poços de sucção, seis reservatórios elevados e outros seis apoiados, quatro casas de cloração, além de mais de 8 mil ligações domiciliares.

A primeira etapa começou a funcionar em pré-operação em 2019 e passou a levar água a 28 mil pessoas em Campo Alegre de Lourdes e Pilão Arcado, ainda de forma intermitente. Com a conclusão da segunda etapa, mais 11 mil pessoas passam a ser atendidas. E o abastecimento passa a ser regular.

Fonte: Blog do Planalto

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com