Pai, simpático e brincalhão: quem era Genivaldo de Jesus, morto em uma viatura da PRF em Sergipe

Geninalvo de Jesus Santos, 38 anos, morreu asfixiado dentro de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O homem é descrito como uma pessoa brincalhona e querida pelos moradores de Umbaúba e familiares, cidade do litoral de Sergipe. 

“Era muito conhecido na cidade, trabalhou vendendo rifas. Ele falava e cumprimentava todo mundo, era sempre muito educado, perguntava: ‘quer comprar uma rifa de um bilhete?’ Agradecia, comprasse ou não, ele agradecia”, contaou ao Uol, Alisson Felismino, blogueiro em Umbaúba e conhecido da vítima.

Casado há 17 anos, Genivaldo era pai de uma criança de 7 anos, foi aposentado em virtude da esquizofrenia que tratava há duas décadas. Segundo um de seus sobrinhos, “ele era uma pessoa muito querida na cidade”, conta Wallison de Jesus.

A viúva da vítima, Maria Fabiana dos Santos, disse que ainda não contou ao filho sobre a morte do pai e afirma que não sabe como será o futuro daqui para frente, tendo em vista que, Genivaldo sustentava a família. “Era o dinheiro do meu marido que dava conta do sustento da casa e que garantia um ensino de qualidade para nosso filho”, afirmou. 

O homem morreu após ser retirado de uma motocicleta, imobilizado e colocado dentro do porta-malas de uma viatura com gás lacrimogênio. A causa da morte foi confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe. 

Fonte: BNews

Facebook
WhatsApp