No JN, Bonner lê nota que fala em suspensão se Regina Duarte aceitar cargo

O apresentador William Bonner leu ao vivo no Jornal Nacional desta segunda-feira (20) uma nota divulgada mais cedo pela Globo em que fala do convite para a atriz Regina Duarte assumir a secretaria de Cultura do governo Bolsonaro.

Na nota, a emissora diz que se a atriz de 72 anos aceitar o cargo terá que pedir “suspensão” da TV.

“A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora, como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os colaboradores”, leu Bonner. 

Regina Duarte aceitou o convite de Bolsonaro para assumir o comando da secretaria, depois da exoneração de Roberto Alvim. Ela conversou com o presidente pela manhã, no Rio, e afirmou que está “noivando” com Bolsonaro. 

Regina visita as instalações da secretaria em Brasília na quarta, para conhecer o local.

(Foto: Divulgação)

Convite
O comando da Cultura no governo federal está vago desde a última sexta-feira, 17, quando Bolsonaro cedeu a pressões e demitiu o dramaturgo Roberto Alvim, que havia parafraseado em um discurso Joseph Goebbels, chefe da comunicação do regime comandado por Adolf Hitler. Ao Estado, Alvim reconheceu a origem “espúria” da frase de seu discurso, mas disse assinar embaixo de ideia “perfeita” de Goebbels.

Regina Duarte já havia sido convidada para integrar o governo no início do ano passado, mas recusou.

A atriz é uma das mais famosas apoiadoras do presidente Jair Bolsonaro e já elogiou a política do governo no setor. “Eu não estou preparada, não me sinto preparada para isso, acho que a gestão pública é uma coisa muito complicada e uma pasta como a da cultura muito mais”, disse a atriz à rádio.

A aproximação de Duarte com Bolsonaro começou ainda na campanha eleitoral de 2018. Na ocasião, a atriz visitou o então candidato em sua casa, no Rio de Janeiro, e imagens do encontro foram divulgadas nas redes sociais.

Quando Bolsonaro foi eleito, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi até São Paulo se encontrar com ela para discutir políticas do governo para a área da cultura.

Fonte: Correio 24h

Facebook
WhatsApp