Ministro João Roma critica Rui Costa após morte de PM: “tem lavado as mãos”

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Após a morte do tenente da Polícia Militar Mateus Grec, morto em uma operação policial no bairro de Cosme de Farias, em Salvador, no domingo (12/9), o ministro da Cidadania e também deputado federal, João Roma (Republicanos), criticou o governador da Bahia, Rui Costa (PT). Ele disse, nesta segunda-feira (13/9), que os óbitos se deram diante do “descaso” do governo estadual na área de segurança.

“Por que não foram melhores os seus dados?”, indagou Roma, ao que ele mesmo respondeu: “Porque lugares como Bahia e Ceará, governados pelo PT, não corresponderam com gestão eficaz de segurança pública. Então, meu lamento pela transferência de responsabilidade do governador da Bahia, que ao invés de tomar providências, dando condições adequadas aos profissionais de segurança, tem lavado as mãos, feito propaganda”.

Mais cedo desta segunda-feira (13), Rui atribuiu a violência no estado ao sistema brasileiro, que facilita a saída de criminosos da cadeia após a prisão. Além disso, o gestor citou o projeto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que favorece o porte de armas no país.

“Acho que o sistema brasileiro é falho e contribui para a segurança do país. Se você conversar com um policial, qualquer um, vai ouvir quantas vezes ele prende o mesmo bandido, que menos de uma semana, às vezes na audiência de custódia, já está solto. A atual Presidência também ajuda com esse cenário, permitindo o acesso às armas”, disse o petista em entrevista à Rádio Sociedade.

Por esse comentário, João Roma continuou a crítica contra o governador, afirmando que “este não é momento de queda de braço político-eleitoral ou partidária, mas momento de cooperação”.

Fonte; Aratu On

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com