‘Minha filha chama por ele e não sei o que dizer’, diz companheira de homem morto após furto em supermercado de Salvador

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A dona de casa Paula Santos, companheira de Bruno Barros, um dos homens encontrados mortos com sinais de tortura, na segunda-feira (26), em Salvador, disse nesta sexta (30), durante um protesto, que a filha do casal, de 12 anos, está em choque com o crime. A família relata que um deles enviou áudios pedindo dinheiro para pagar carnes que eles teriam furtado de um supermercado.

Paula Santos, casada com Bruno há 15 anos, informou que a garota está abalada psicologicamente e que não sabe como auxiliar a filha.

“Ele era um pai carinhoso, atencioso. Tinha um amor enorme por essa filha. Filha única. E hoje estou com minha filha em casa, chamando pelo nome dele, e eu nem sei o que dizer”, disse a mulher.

Segundo Paula, o companheiro, que tinha 29 anos, trabalhava como ajudante de pedreiro e estava desempregado. Ela afirmou que espera por justiça.

“Eu não vou poder tapar esse buraco que ficou nela [na filha]. Mas que Deus me ajude a suprir metade do que ela vai precisar de agora em diante”, afirmou.

Fonte: Correio 24h

Recôncavo Web TV, inscreva-se!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com