Lázaro Barbosa foi morto com pelo menos 38 tiros

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Lázaro Barbosa foi morto após ser atingido por pelo menos 38 tiros. A informação foi dada nesta segunda-feira à tarde pelo secretário de Saúde de Águas Lindas, Rui Borges, após uma primeira avaliação do corpo do criminoso.

“Quando ele chegou [ao hospital], já estava sem vida. Nós contamos 38 marcas de tiro. É um cálculo aproximado ainda”, explicou.

Borges explicou que geralmente as pessoas mortas em Águas Lindas têm os corpos levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia, mas, dessa vez, por conta da grande comoção sobre o caso, o cadáver foi encaminhado para o IML de Goiânia, onde será submetido a necrópsia.

Segundo informações da corporação, será realizada uma perícia pela Polícia Técnico-Científica, ainda nesta tarde, para coletar material genético de Lázaro. A suspeita é que ele tenha cometido ao menos 30 crimes.

O objetivo, de acordo com a polícia, é identificar outros possíveis crimes cometidos pelo homem, como estupros. As amostras serão analisadas com as das vítimas que estão armazenadas no banco genético da polícia.

Governador do DF: “Dentro dos limites da lei”

Apesar dos 38 disparos realizados contra Lázaro, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), garantiu que os agentes agiram “dentro do limite da lei” na captura do criminoso.

“Certamente as polícias fizeram o seu trabalho dentro dos limites da lei. Se o resultado foi a morte desse perigoso assassino, certamente foi pela situação de confronto criada pelo próprio”, afirmou ao portal Metrópoles.

Os agentes realizavam buscas na região durante a madrugada, depois que câmeras de segurança denunciaram que Lázaro estava perto da casa da ex-sogra. O local foi cercado nas primeiras horas da manhã por policiais, cães farejadores e helicópteros.

Depois de localizado, Lázaro não se rendeu e abriu fogo contra o cerco, de acordo com as autoridades. Ele acabou atingido diversas vezes.

Lázaro é condenado por assassinatos e estupros. Ele estava sendo procurado há 20 dias por uma série de crimes na Bahia e em Goiás. Há também uma acusação de que ele teria executado quatro pessoas de uma mesma família, o que lhe rendeu o apelido de “serial killer do DF”.

Fonte: Blog do Valente

Recôncavo Web TV, inscreva-se!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com