Ramarim demite mais de 300 funcionários e encerra atividades em Santo Antônio de Jesus

A Ramarim demite mais de 300 funcionários e encerra as atividades em Santo Antônio de Jesus. Segundo informações obtidas pelo Blog do Valente, devido à situação do país diante dessa pandemia, a empresa não está conseguindo realizar as vendas e nem produzir, o que levou à demissão em massa. A expectativa é que a empresa reative quando a crise financeira passar.  Na unidade de Jequié foi feita a suspensão de todos os contratos por 60 dias. A Ramarim informa que irá pagar todos os direitos dos funcionários.

Fábricas de calçados que demitiram funcionários no Brasil

Vulcabras | Azaleia, anunciou que inicia a partir desta quinta-feira, 28/05, o processo de demissão em massa de cerca de 600 funcionários da unidade localizada em Itapetinga (distante 562 km de Salvador)

Mais de mil funcionários da fábrica de calçados Democrata, em Santa Quitéria, no interior do Ceará, foram demitidos no começo de abril. Segundo o diretor sindical e supervisor da empresa, Clertiano da Silva, a fábrica investiu recentemente cerca de R$ 1 milhão em máquinas, que estão paradas. Devido a isso, ele acredita que haverá recontratação do quadro de funcionários dispensado tão logo o cenário econômico do país melhore, com o fim da crise na saúde.

No fim de março, mais de 1,2 mil funcionários das indústrias calçadistas de São João Batista em Santa Catarina já haviam sido demitidos pelo fechamento das fábricas. Segundo o Sincasjb (Sindicato das Indústrias de Calçados de São João Batista), o prejuízo foi de R$ 2 milhões.

Fonte: Blog do Valente

Recôncavo Web Tv:

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com