Morre funcionário da Osid com covid-19; técnico de enfermagem tinha 48 anos

Morreu na manhã desta quarta-feira (22) o técnico de enfermagem Antônio César Ferreira Pitta de Jesus, 48 anos. Cesinha, como era conhecido, trabalhava no Hospital Santo Antônio, das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), como funcionário da Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue (UCT) desde 2012. Ele estava internado no Hospital Couto Maia, em Salvador, unidade de referência para tratamento da covid-19.

A morte foi informada por colegas e amigos do técnico de enfermagem e confirmada no final da manhã pela assessoria de comunicação da Osid. Amigos contaram que o rapaz estava internado desde a segunda-feira (20), quando teve falta de ar. Desde a terça (21), o quadro era considerado grave. Ele morava no Nordeste de Amaralina e, segundo informou a líder da UCT, Marília Sentges, estava afastado das atividades desde o dia 15 de abril, quando apresentou febre e tosse.

“As providências foram imediatas. O primeiro atendimento foi no ambulatório montado nas Obras Sociais para acolher nossos colaboradores com sintomas gripais. Como o teste deu positivo, ele foi encaminhado para o isolamento em casa”, disse Marília.

“Era um técnico muito cuidadoso e atencioso com todos, pois amava o que fazia. Tinha o coração de um menino”, ressalta Marília.

Em nota, a Osid lamentou a morte do funcionário. “Antônio deixa uma filha e muitas saudades. Parte sob os aplausos e a gratidão de toda sua família das Obras Sociais Irmã Dulce!”, diz a nota.

Surto
Desde a semana passada, o Hospital Santo Antônio (HSA) enfrenta um surto de casos da covid-19. No domingo (19), a unidade iniciou a transferência de pacientes, com apoio da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que possuem casos confirmados de coronavírus e quem tem mais de 60 anos.

Neste primeiro momento seriam 200 pacientes transferidos para uma base de apoio localizada onde ficava a faculdade Ruy Barbosa, no Rio Vermelho, e para a rede estadual de saúde.

Pelo menos 64 funcionários das Obras foram diagnosticados com a covid-19 e outros 30 pacientes também tinham a doença. Dois deles morreram.  

Procurada no domingo (19), a instituição informou, por meio de sua assessoria, que não iria mais divulgar dados sobre os casos dentro do HSA para a imprensa. Os números serão repassados apenas para a Sesab.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é anigif-leilao-alatan-2020-1.gif
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com