Ministério Público do Paraguai decide inocentar Ronaldinho e Assis, após ambos admitirem erro

O promotor Federico Delfino, anunciou em entrevista coletiva na última quinta-feira (5), que Ronaldinho Gaúcho e o irmão dele, Assis, não serão acusados pelo Ministério Público do Paraguai por usar documentos falsos no país. Eles admitiram o erro e estão livres do processo, pois para o MP, ambos “foram enganados em sua boa fé”

“O senhor Ronaldo Assis Moreira, mais conhecido como Ronaldinho, aportou vários dados relevantes para a investigação e atendendo a isso, foram beneficiados com uma saída processual que estará a cargo do Juizado Penal de Garantias”, disse o promotor, em entrevista coletiva.

No Paraguai existe um recurso no Código Penal chamado “critério de oportunidade”, que é utilizado quando os suspeitos admitem a transgressão e não têm antecedentes criminais no Paraguai.

Fonte: BNews

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é anigif-mma-comunicado.gif
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com