Medidas anunciadas por Temer são ‘café velho e requentado’, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a criticar o anúncio feito pelo governo federal de 15 medidas econômicas que já estavam em pauta como forma de compensar o fracasso da votação da reforma da Previdência.

Segundo informações do Estadão, o democrata se referiu às medidas como “um café velho e requentado”, o governo não precisa falar para ele quais os projetos que devem ser colocados em votação. “Essas medidas estão na agenda desde o ano passado, não precisa me procurar para falar que eu tenho que votar a reoneração da folha, Eletrobras, agências reguladoras”, afirmou neste sánado (24)

“Se não há Previdência, não é essa agenda velha que vai dar solução. São outras soluções, quentes, que devem ser dadas para o Brasil sobreviver em 2019”, completou.

Segundo Maia, o teto de gastos do governo “vai explodir em 2019” “Já existem economistas falando em uma explosão de R$ 20 bilhões”, disse.

De acordo com o deputado, o que o governo precisa é lançar ações para diminuir os gastos do governo e aumentar a arrecadação sem aumentar impostos.


Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo