Mãe de Ronaldinho Gaúcho morre aos 71 anos vítima da Covid-19

A mãe do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, Miguelina Elói de Assis Moreira, 71 anos, morreu neste sábado (20/2) em Porto Alegre. Ela estava internada no Hospital Mãe de Deus, desde dezembro do ano, após testar positivo para a Covid-19. Na ocasião, Ronaldinho divulgou por meio de suas redes sociais a internação de dona Miguelina.

 “Queridos amigos, minha mãe está com Covid-19 e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força, mãe”, escreveu o craque na época.

O ex-jogador da seleção ainda não havia se pronunciado oficialmente a respeito da morte da mãe. No entanto, ele trocou a foto em seu perfil do Instagram por uma imagem escura que sugere luto. A morte de Dona Miguelina causou comoção nas redes sociais.

Alexandre Kalil, atual prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do Atlético-MG, na época em que Ronaldinho atuou no clube, manifestou solidariedade ao ex-jogador. Assim como a página oficial do Atlético-MG, que tem uma relação especial com a mãe do ex-craque do time. Em 2012, quando Ronaldinho Gaúcho fazia parte do Atlético, a torcida do Galo levou aos estádios uma enorme bandeira com o rosto da mãe dele, que se recuperava de um câncer na época.

Fonte: Aratu On

Recôncavo Web TV, inscreva-se!

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com