Indonésia usa voluntários como “fantasmas” para manter população em casa

Enquanto no Brasil, o descumprimento ao isolamento social segue a todo vapor… na Indonésia, vilarejos estão recorrendo a um folclore do país para tentar manter as pessoas em casa seguindo as recomendações de isolamento contra o novo coronavírus. Para isso, espalharam “fantasmas” pelas ruas para patrulharem os bairros. Moradores de bairros onde o isolamento não estava sendo cumprido pela maioria recrutaram voluntários para interpretarem “pocong”, figura folclórica que representa as almas dos mortos que ficaram presas em seus corpos e roupas. 

VEJA VÍDEO

Vestidos de branco dos pés à cabeça, os voluntários apareceram em vilarejos como Kepuh, Java e outros patrulhando as ruas. A ideia é intimidar os moradores e evitar que eles saiam de casa. A tática funcionou em alguns locais. “Queríamos ser diferentes e criar um efeito de impacto pois pocong é assustador”, disse Anjar Pancaningtyas, líder de um grupo de jovens da aldeia que coordenou a iniciativa junto com a polícia, à Reuters. 

Muitas comunidades decidiram pelo isolamento por conta própria já que o presidente da Indonésia, Joko Widodo, não impôs um isolamento a todo o país, aconselhando apenas que a população evitasse aglomerações e tivesse boa higiene. Até agora o país tem 4241 casos confirmados do novo coronavírus e 373 mortes.

Fonte: Aratu On

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com