Família de Gugu abre processo contra jornalista que divulgou suposto caso gay; “calúnia”

A família do apresentador Gugu Liberato prestou queixa nesta terça-feira (11/2) na Polícia Civil de São Paulo para denunciar uma suposta calúnia divulgada por um jornalista. A informação foi confirmada por meio de nota divulgada à imprensa. 

A assessoria não disse, mas foi Leo Dias quem divulgou, no dia 7 de fevereiro, um suposto caso gay que o apresentador teria com Thiago Salvatico. Na oportunidade, o jornalista contou que o relacionamento era mantido em sigilo. Os dois, inclusive, teriam passado alguns dias em Singapura. Ao saber da morte do artista, Thiago teria, também, lamentado nas suas redes sociais. A postagem foi apagada. 

“O veículo e o jornalista foram formalmente avisados, notificados e, para todos os efeitos legais, a manutenção ou propagação desta falsa e ilegal notícia, sob sua exclusiva responsabilidade implicará, em tese, na prática de diversos ilícitos, inclusive, mas não se limitando, a vilipêndio a cadáver, calúnia, injúria, difamação, violação de sigilo judicial e eventualmente formação de bando ou quadrilha”, sustenta a nota. 

Em 2013, ainda segundo a assessoria do apresentador, Gugu foi vítima “de extorsão por uma quadrilha, que ameaça divulgar falsas informações que prejudiquem sua reputação, seu trabalho e sua família, usando para isso os meios de comunicação”. 

Fonte: Aratu On

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é mma-fibra-amargosa-anigif.gif
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com