Coronel diz que encontrou Kannário em restaurante e pensou duas vezes em bater: ‘Não aguenta um tapa’

O coronel da Polícia Militar da Bahia Humberto Sturaro, em entrevista hoje (26) à Rádio Metrópole, disse que pensou duas vezes em bater no cantor Igor Kannário quando o encontrou no restaurante Boi Preto, em Salvador.

“Com todo respeito ao deputado, mas não aguenta uma tapa. Eu encontrei ele no Boi Preto e pensei duas vezes, sabia? Fiquei olhando, olhei uma, olhei duas, olhei três. O que vai acontecer? Pensei: está me devendo uma, vou cobrar agora. Assim, mas vai dizer que eu fiz porque sou coronel, porque sou polícia. Outra coisa, não é meu peso, não é meu quilo. É até uma covardia. Deixa ele seguir o caminho. Estava com a esposa. Mas pega ali, sacode pelo pescoço, vai dizer o quê? Pedir socorro?”, afirmou.

Sobre o episódio que o deputado federal provocou a PM, durante desfile no Campo Grande na última segunda-feira (24) e chamou o policial para bater nele em cima do trio, Sturaro disse que poderia conduzir o pagodeiro para a delegacia quando descesse do trio, mas que depois, na eleição, ele teria mais de 600 mil votos.

O coronel ainda pediu que o DEM, partido que Kannário faz parte, dê uma punição ao parlamentar. “Se fosse meu soldado, dentro do meu ciclo, o soldado errou. Esperando que o partido cobre isso dele. Cada ação tem uma reação”, pontuou.

Fonte: Metro 1

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com