Chuva faz rio transbordar e deixa famílias desabrigadas na Bahia

Pouco mais de 40 famílias estão desabrigadas devido à chuva forte que vem caindo nos últimos dias no município de Conde, na região do Litoral Norte da Bahia. Na noite desta quinta-feira (20), a água provocou alagamentos e fez transbordar um rio que passa dentro da cidade. No centro e na zona rural, as pessoas estão ilhadas e o fornecimento de água foi interrompido em parte da região porque a enxurradas destruíram uma adutora. Até o momento, não há notícias de desaparecidos e nem feridos.

Desde segunda-feira (18), a chuva não para de cair no município e a prefeitura pretende decretar estado de emergência. “Com essa chuva, a cidade foi atingida por dois problemas: os alagamentos e a cheia do Rio Itapirucu. Estamos num caos e por isso se faz necessário elaborar o decreto. As estradas vicinais estão todas destruídas e diversas estruturas foram comprometidas, como as pavimentações. Lavouras inteiras estão submersas, sem falar nas famílias que estão desabrigadas”, declarou ao CORREIO o prefeito da cidade, Antônio Eduardo Lins de Castro.

“E para agravar tudo, a gente ainda tem essa pandemia. As famílias que estão desabrigadas, estão sendo levadas para escolas e mantidas afastadas uma das outras, para evitar aglomerações. As pessoas estão de máscaras e com o uso do álcool em gel. Até então, estamos conseguindo manter o protocolo para evitar a proliferação do vírus na cidade”, disse Castro. A cidade registrou até agora apenas um caso confirmado da covid-19 e tem um outro em análise. Outras 22 pessoas foram submetidas ao teste e deram negativo para a doença.  

A chuva que vem provocando estragos na cidade deve cair até sábado. Segundo Castro, a Defesa Civil do município e o Corpo de Bombeiros se reúnem ainda nesta quinta para definir ações de prevenção.

Elaborado e reconhecido o decreto de emergência, recursos do Estado e do governo federal poderão ajudar na reconstrução da cidade, de pouco mais de 27 mil habitantes. “Estamos fazendo um levantamento dos danos e, com base nisso, faremos o decreto de emergência”, disse o prefeito. Conde já está em situação de emergência desde o dia 19 de março por conta da pandemia do novo coronavírus – desta vez, a medida foi adotada pelo governo do estado.

Recôncavo Web Tv:

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é anigif-leilao-alatan-2020-1.gif
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com