“Não estou preso a amarras políticas e partidárias”, avisa Bruno Reis sobre buscar apoio de Roma para Salvador

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

O prefeito Bruno Reis (DEM) classificou como “natural” o fato de o ministro João Roma (Republicanos) ter escolhido o procurador Paulo Marcelo Gonçalves Aragão, da Procuradoria-Geral do Município de Salvador, como seu chefe de gabinete no Ministério da Cidadania. Antes de ir para o Governo Bolsonaro, o deputado federal licenciado passou anos na gestão do ex-prefeito ACM Neto (DEM), com quem estaria de relações cortadas.

Reis disse, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (14), que o ministro conheceu os quadros públicos enquanto estava na prefeitura e está convidando alguns nomes para formar sua equipe. Ele acredita que Aragão em Brasília poderá ajudar muito a capital baiana.

Cria política de Neto, o prefeito fez questão de destacar que irá sempre procurar os governos estadual e federal, pois quer ver a cidade avançar e coloca os interesses da população acima de brigas políticas. 

“Temos ido em busca de recursos, programas e ações para beneficiar Salvador. Continuarei mantendo a mesma coerência do processo eleitoral […] Não estou preso a amarras políticas e partidárias. Agora é hora de governar, as pessoas não estão querendo saber de brigas políticas. Meu papel é governar e irei quantas vezes forem necessárias em busca de recursos para ver nossa cidade avançar ainda mais”, avisou Reis.

Fonte: BNews

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com