Bolsonaro cogita concorrer a reeleição pelo Republicanos ou outros três partidos e deve movimentar tabuleiro na Bahia

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Além de atacar, mais uma vez, o funcionamento da CPI da Pandemia e destacar que tem se empenhado a frente da presidência da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em entrevista a revista Veja, afirmou que há negociações com quatro partidos para selar ingresso e assim participar, mais uma vez, da corrida pelo Planalto. Citou, nominalmente, o PP, PL, Republicanos e PTB. 

“Sobre o partido, eu não vou fugir de estar no PP, PL ou Republicanos. Não vou fugir de estar com esses partidos, conversando com eles. O PTB ofereceu pra mim também”, contou a revista na edição da semana.

Se o Republicanos for o escolhido cai como uma luva para o ministro da Cidadania, João Roma, pretenso candidato ao governo da Bahia. A formação do palanque seria automática. O deputado federal licenciado tem vivido uma queda de braço interno no partido que não quer o debate pelo Palácio de Ondina, pois pretende marchar com ACM Neto (DEM) e continuar com os espaços na prefeitura de Salvador. 

Caso o PP seja o caminho, para a Bahia seria um inferno astral para o grupo chefiado por João Leão (PP). A sigla faz parte da base de Jaques Wagner (PT), pré-candidato a governador. Leão, vice-governador, inclusive, almeja o posto de chefe do Executivo numa articulação que passa por Rui Costa (PT) renunciar e concorrer ao Senado. Também já se declarou para Lula (PT) durante a passagem do ex-presidente em solo baiano.  

A tendência forte é Bolsonaro tomar para si o PTB de Roberto Jefferson. O partido na Bahia passa por reestruturação e seria turbinado com o ingresso. O ex-deputado petebista pivô do escândalo do mensalão, inclusive, já havia dito ao BNews, durante uma entrevista exclusiva, que queria o presidente em sua legenda. 

O PL passaria por situação semelhante do PTB, pois teria um reforço, mas ninguém sabe se Valdemar da Costa Neto, presidente nacional da legenda, deixaria Bolsonaro correr solto na legenda. Atrapalharia os planos de José Carlos Araújo e companhia caso se concretizasse: o PL pretende marchar nos caminhos de ACM Neto. 

Apesar de todo um burburinho de uma eventual desistência do pleito, o chefe do Executivo deixa claro que pretende sim tentar reeleição, apesar de ter dito, em 2018, ser contra tal medida. “Se não for crime eleitoral, eu respondo: pretendo disputar”, disse.

Fonte: BNews

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com