Tailândia: mergulhador morre após voltar de caverna onde grupo está preso

Um mergulhador, que fazia parte da equipe de resgate ao grupo de meninos e um professor presos em uma caverna da Tailândia, morreu ao retornar de uma expedição que levou provisões aos sobreviventes. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (6) pelo governo tailandês.

Samarn Kunan, 38 anos, era ex-integrante da Marinha, e ficou sem oxigênio ao voltar da expedição. “A morte deste especialista mergulhador serve para mostrar a dificuldade dos trabalhos de resgate. Apesar desta morte, não vamos parar de trabalhar para resgatar o grupo”, afirmou uma fonte do gabinete do governador da província de Chiang Rai.

As autoridades analisam as possibilidades para a saída dos adolescentes da caverna: mergulhando pelas passagens inundadas ou achar um buraco na montanha para que eles sejam retirados com a ajuda de um helicóptero.

O grupo é composto por 12 adolescentes entre 11 e 16 anos e um adulto de 26. Eles foram localizados na noite da última segunda-feira (2) em uma ilha de terra firme a cerca de 4 km dentro da caverna e após nove dias de intensa busca onde participaram mais de 1.300 pessoas.

Os militares, entre eles um médico e um psicólogo, cuidam dos garotos com suplementos energéticos e vitaminas. Apesar de visivelmente magros, estão em bom estado de saúde. Ainda não há uma data prevista para que o resgate seja realizado.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo