Suspeito de atirar em escola tem 14 anos e é filho de militares

Filho de policiais militares, o adolescente de 14 anos suspeito de matar dois estudantes sofria bullying, segundo contou ao G1 um colega do Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental onde o tiroteio aconteceu, em Goiânia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, outros quatro alunos ficaram feridos.

O tiroteio aconteceu durante o intervalo da quinta para a sexta aula, na sala do 8º ano, por volta do meio-dia. O coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz informou que o adolescente atirou com uma pistola . 40, usada pela corporação. Será feita uma perícia para saber de quem era arma.

De acordo com a PM, assim que o atirador descarregou o cartucho, ele tentou recarregar a arma. Porém, o estudante foi contido por um professor e colegas.

Fonte: G1

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - O site que tem a cara da Bahia