Prestes a voltar aos palcos, Simaria relembra período afastada e revela que perdeu os dentes

Simaria não esconde ansiedade de retornar aos palcos depois de quatro meses afastada por causa do tratamento da tuberculose ganglionar. A volta aos shows acontece nesta quinta-feira (9), no Espaço das Américas, em São Paulo. Durante entrevista coletiva, a cantora falou como será a sua primeira apresentação.

“Estou ansiosa para isso. Estou até nervosa. Porque faz quatro meses que eu me afastei dos palcos. Voltar para isso é um mix de alegria e ansiedade e uma série de coisas. Eu posso adiantar para vocês é que vai ser lindo. A abertura vai ser emocionante. Eu acho que todo mundo vai se emocionar muito. Vai ser um show que vai ficar guardado no coração de quem for ali ver. Padre Fábio de Melo vai estar com a gente. Ele é uma benção quando canta, quando fala. Ele acalma tantos corações. Não vai ser um show só de música e alegria. Tem tanta coisa que a gente tem para dar para vocês, também de aprendizado. Eu tenho certeza que teremos palavras que irão tocar vocês naquela noite”, espera Simaria. “E ainda vai ter o Carlinhos Maia abrindo o show para gente. Vai ser demais”, completou Simone.

Mas, o que também chamou a atenção durante a entrevista nesta terça-feira foram algumas revelações de Simaria, que disse ter aproveitado o tempo afastada para cuidar da saúde e tratar uma anemia, além dos joelhos machucados e a perda dos dentes por causa de lentes de contato mal colocadas.

“Eu parei de comer todas as coisas que eu gostava. Me lasquei de tudo quanto é jeito. H. pylori (bactéria que pode causar câncer de estômago), anemia, joelhos machucados por conta do salto… Tive que fazer fisioterapia e estou fazendo fortalecimento com academia. E os dentes. Na verdade, meu médico já tinha notado que eu não estava bem por causa de umas lentes (de contato dentárias) antigas que eu tinha feito com um profissional que não era bom. Eu parecia um chiclete, uma chapa de rinoceronte. Quando fui procurar um profissional de verdade, meus dentes estavam todos acabados”, contou Simaria.

“Mas quando ele mexia saía até pedaço de cermica do dente de dentro da gengiva. Não teve a ver com a tubeculose. Fazia tempo que eu precisava parar arrumar os dentes. Mandei uma mensagem para o escritório e falei: ‘Meus dentes estão caindo’. Fizeram de conta que eu não disse nada e botaram mais show. Eu disse: ‘Quando eu aparecer na internet sem dente na boca vocês vão ver.”

Simaria teve que mudar o seu estilo de vida para poder voltar aos palcos. Ela falou sobre a tuberculose ganglionar e sobre os cuidados que precisa ter para dar sequência a sua recuperação.

“Tuberculose ganglionar surgiu na guerra quando os soldados não dormiam bem, não se alimentavam bem e não tinham o descanso merecido. Eles acabavam contagiados por essa doença. A imunidade vai para o chão. Aí você está suheito a qualquer tipo de doença. Tive sorte de ter sido uma tuberculose. Isso é muito sério. É uma doença silenciosa. É uma doença que você pode ter e às vezes não sabe que tem. Se você estiver se sentindo muito cansado, sem forças, sem energia para nada, se tiver febre aos finais de tarde, estiver se sentindo acabado mesmo, talvez esteja com essa doença”, alertou.

Ela revela ter perdido mais de sete quilos e que se não cuidar de sua saúde, corre o risco de morrer. Por conta disso, vai fazer menos show e se necessário sair do palco para se cuidar. “Estava com todos os problemas que uma mulher de 35 anos não era para ter. Cheguei a 42 quilos e pesava 49 e meio. Até agora só recuperei dois quilos e setecentas gramas. Meu corpo não está do jeito que deveria. Agora estou comento de duas em duas horas, bebo algo e era algo que eu não fazia. Eu não bebia água e essa (Simone) não bebe água até hoje. Eu coloquei na minha cabeça que o meu corpo precisa de comida para eu poder ficar bem. Eu me conscientizei. Se você não botar na sua cabeça que não é para se alimentar bem para ficar gostosa e linda, mas pela saúde, você vai continuar tendo problemas. A prioridade vai ser sempre a minha comida e os meus descansos. Se um dia eu tiver em um show e precisar ir embora é porque preciso descansar. Não estou curada e não estou 100%. Ainda tem dois meses e meio pela frente de tratamento. Tenho fé em Deus que vou estar curada. Me sinto bem melhor do que eu estava e meu médico me liberou para fazer três shows por semana, mas me alimentando e descansando. Tenho que malhar e me cuidar. Não posso entrar na pilha de trabalho e comer na hora que der. Caso contrário, minha tuberculose reativa de novo e posso morrer.”

Fonte: Bocão News

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo