Parte do corpo de Irmã Dulce será entregue ao Papa Francisco

Protótipo ficará exposto definitivamente em no Santuário de Dulce, no Largo de Roma (Foto: Betto Jr./CORREIO)

O Papa Francisco será presenteado com uma parte do corpo de Irmã Dulce. A entrega ocorrerá durante a cerimônia de canonização da religiosa, que acontecerá no dia 13 de outubro, no Vaticano, em Roma, na Itália. A partir desta data, a baiana receberá a alcunha de Santa Dulce dos Pobres.

De acordo com o arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, o papa receberá os restos mortais em um relicário acompanhado de uma pedra ametista, que terá formato de coração. “Como aquela que foi feita e viveu para amar”. 

As relíquias mortais, como se refere ao que restou do corpo de Dulce, estão guardadas em uma caixa, sob um protótipo da santa – exposto na Capela das Relíquias, no Templo da Bem-Aventurada, no Largo de Roma, em Salvador. 

Aberto em definitivo nesta quarta-feira (18), o túmulo revelou aos olhos desacostumados de dezenas de fiéis a escultura em tamanho real, sob os moldes da religiosa. Ao ser descoberta, a urna de vidro envolta pelas bandeiras de Salvador, da Bahia e do Brasil revelou uma imagem que, de tão próximo da realidade – garante quem conheceu Dulce -, emocionou aos mais saudosos.

Quem viu Dulce de perto, e com vida, detaca a semelhança: “Linda, como sempre. Igualzinha, a mesma coisa, é uma emoção como nunca antes vivi, nem quando estive ao lado dela falando e sorrido”, comenta a aposentada Alcione Carneiro, 70 anos. 

Faz 30 anos que Alcione mora em Monte Serrat, região vizinha à Roma de Dulce. Durante o tempo, contabiliza as vezes que esteve com a freira. “Ela não era uma mulher de convento, mas da rua, subia e descia ajudando aos pobres. Um privilégio enorme tê-la aqui conosco”, comenta, sob a emoção de quem garante ter sido agraciada por um milagre.

Reitor do santuário, o Frei Giovanni Messias explicou que a representação foi feita por artistas plásticos de Nápoles, na Itália. “As relíquias se encontram numa caixa, embaixo do protótipo. Um pedacinho do corpo que já foi retirado para ser entregue ao papa”, disse, sem especificar qual seria o fragmento. “Toda parte é relíquia”, se limitou a dizer.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com