fbpx

Maradona bateu cabeça no chão uma semana antes de morrer

O ex-jogador e técnico de futebol Diego Armando Maradona caiu em casa e bateu o lado direito da cabeça seis dias antes de morrer vítima de uma parada cardiorrespiratória, aos 60 anos.

De acordo com informações do canal de televisão argentino TV C5N, o incidente foi relatado por dois enfermeiros que cuidavam do craque. Eles disseram ainda que, depois da queda, o ex-jogador não foi submetido a nenhum exame para atestar possíveis danos na cabeça.

Maradona era cuidado por uma equipe médica em sua casa em Tigre, Buenos Aires, chefiada pelo médico Leopoldo Luque, que foi indiciado por “homicídio culposo”. Tanto ele, quanto a psiquiatra do ex-jogador, Agustina Cosachov, tinha conhecimento da queda, segundo depoimento dos enfermeiros.

Os profissionais informaram às autoridades que Maradona sofreu um golpe no lado direito da cabeça, mesmo local onde estava a ferida da cirurgia feita para drenar uma pequena hemorragia na região do cérebro.

Os enfermeiros também são investigados por suposta negligência. Um deles, inclusive, entrou em contradição durante depoimento à polícia ao afirmar que não entrou no quarto onde Maradona estava antes da sua morte.  Ele voltou atrás. 

A Justiça do país vizinho busca determinar se o craque recebeu os devidos cuidados após a cirurgia e quais foram os procedimentos e atenção dada nas últimas 24 horas que antecederam sua morte.

Na última quinta (26), o jornal Clarín divulgou resultados preliminares da autópsia. Segundo as informações publicadas, Maradona morreu por “insuficiência cardíaca aguda, em paciente com cardiomiopatia dilatada”.

Fonte: BNews

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com