Mãe de Douglas Costa lidera cultos evangélicos com familiares de jogadores, na Rússia

Nos bastidores da Copa do Mundo, jogadores da seleção brasileira e seus familiares estão se reunindo em cultos evangélicos liderados pela mãe do atacante Douglas Costa, que é pastora há quase cinco anos.

Marlene Costa, de 52 anos, tem dirigido cultos na Rússia para esposas, pais, mães, filhos e amigos de atletas, que estão no país há pouco mais de 20 dias.

Um dos encontros foi acompanhado no último domingo (1) pela reportagem da Folha de São Paulo. A reunião aconteceu no quarto de Gláucia Rosa, mulher do volante Fernandinho, que está hospedada no maior espaço no hotel Pullman.

O culto contou com a participação de familiares dos atacantes Roberto Firmino, Douglas Costa, Gabriel Jesus, Willian, dos volantes Fred e Fernandinho, do goleiro Ederson, do zagueiro Miranda e do meia Renato Augusto.

Alex Dias Ribeiro, ex-piloto de Fórmula 1 e um dos fundadores do Atletas de Cristo, abriu a reunião com a primeira oração.

“Minhas palavras são muito voltadas para as famílias, esse é o tipo de culto que eu faço. E a preocupação de todo mundo que está aqui é muito grande com o futebol em si. Nossa coisa é tentar acalmar todo mundo, deixar todo mundo tranquilo”, disse Marlene.

Mesmo sabendo que seu filho se machucou o segundo jogo da Copa, Marlene se mantém tranquila e confiante. “Não coloco ele em primeiro lugar. A benção dele é para todo mundo. Tenho falado muito que tudo já deu certo e ele está bem”, destacou.

Momentos de comunhão

Nas horas livres entre os intervalos dos jogos do Brasil, os familiares também se encontram em churrascos, feitos pelo tio do atacante Fred, Sidnei Miranda, de 40 anos.

O hotel Pullman fica perto do píer do Mar Negro, um dos lugares mais bonitos da cidade de Sochi. As crianças costumam brincar de futebol próximas ao píer, em um espaço de concreto onde é possível montar dois times e marcar gols montados por chinelos.

Mais de 120 parentes e convidados da delegação acompanham a seleção brasileira na Copa do Mundo. Eles viajam para as cidades onde a seleção atua em viagens de bate e volta, apenas nos dias de jogos.

As viagens são feitas em aviões disponibilizados pela CBF, mas bancadas pelos jogadores. Nesta sexta (6), os parentes vão deixar Sochi com destino a Kazan, onde assistirão ao jogo contra a Bélgica, pelas quartas de final da Copa do Mundo.

Fonte: Guiame

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo