Jovem vai terminar namoro com detento e é morta dentro da prisão

Talita Karen Miranda Ferreira, 24 anos, foi morta por estrangulamento ao visitar o ex-namorado no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André (SP). Thiago Santos Brasileiro, que estava na unidade há cerca de quatro meses, foi isolado depois do crime. O casal começou a namorar pouco antes dele ser preso. Segundo relato da prima da vítima, Talita era vítima de um relacionamento abusivo e “infelizmente hoje virou estatística”. Ela contou que depois de várias tentativas de tentar terminar o namoro por telefone e cartas negadas pelo preso, Talita resolveu ir pessoalmente acabar com o relacionamento. “Achou que estaria segura, pois ele estava preso. Então ele poderia lhe fazer mal”, diz a prima. Talita deixa três filhos – nenhum deles com Brasileiro.
Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que “o preso foi isolado e, perguntado sobre o fato, informou que a matou porque ela iria deixá-lo para ficar com outro”. A secretaria diz ainda que todos os visitantes deixaram a unidade prisional, que teve a cela onde aconteceu o crime preservada.
A SAP informou ainda que vai pedir à Justiça a internação do preso no Regime Disciplinar Diferenciado. Não foi informado se algum processo será aberto para investigar se houve falha dos agentes penitenciários.
Fonte: Mídia Bahia

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - O site que tem a cara da Bahia