Governo anuncia investimento na ampliação do Laboratório Central do Estado

Diante do atual cenário epidemiológico mundial, com a emergência de novas cepas virais e o ressurgimento de doenças que já haviam sido controladas no passado, surge uma boa notícia para a Bahia.

O Governo do Estado está realizando investimentos na ampliação e modernização do Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz – LACEN/BA, unidade da Secretaria da Saúde do Estado, referência para diagnóstico laboratorial das doenças de notificação compulsória de interesse para a Saúde Pública.

O investimento total é de cerca de R$ 1,3 milhão. As obras deverão estar concluídas em 60 dias e foram inspecionadas, nesta quarta-feira (05), pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.
O titular da pasta da Saúde pontua que, com os investimentos, a ideia é elevar o laboratório para o nível de biossegurança 3, o que possibilitará ampliar o leque e a complexidade das análises feitas no laboratório. “Teremos um LACEN requalificado para continuar sendo um dos centros de referência nacional. Temos hoje um dos mais modernos e adequadamente equipados laboratórios de investigação epidemiológica de todo o país e queremos avançar”, afirmou Fábio Vilas-Boas.


O Secretário destaca que, antes mesmo da entrega da ampliação, a incorporação de um novo equipamento de diagnóstico molecular estará disponível nas próximas semanas, o que permitirá a realização de painéis de mais de 20 vírus respiratórios simultaneamente. Com isso, o LACEN passará a ser um dos três únicos laboratórios públicos do país a realizar exames para diagnóstico imediato de vírus respiratórios através deste método (PCR em tempo real multiplex).

O médico infectologista da Vigilância Epidemiológica do Estado, Antônio Bandeira, afirma que o ganho será enorme. “Teremos mais rapidez e precisão nos diagnósticos, o que reflete na qualidade de atendimento ao paciente e na área de saúde como um todo, uma vez que as ações necessárias com os contatos, quando necessárias, serão mais ágeis”.
Com as obras de ampliação, a Coordenação dos Laboratórios de Vigilância Sanitária e Ambiental (CLAVISA) ganhará mais espaço, possibilitando mais agilidade nas análises, conforme explica a diretora do Lacen, Arabela Leal. “Conseguiremos agilizar a entrega de resultados. Tudo que melhora no Lacen reflete diretamente na saúde pública do estado, porque conseguimos dar respostas mais rápidas”, afirma a diretora.

ASCOM

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com