Fim da invencibilidade: Bahia perde para o Corinthians no Itaqueirão.

Jogadores do Bahia pediram pênalti de Ralf em Élber; árbitro mandou seguir – Foto: Peter Leone/Estadão Conteúdo

A sequência de invencibilidade do Bahia chegou ao fim. Após nove jogos sem perder, o tricolor foi derrotado pelo Corinthians, por 2×1, na noite deste sábado (21), no Itaqueirão, em São Paulo. O jogo válido pela 20ª rodada marcou o começo do segundo turno do Brasileirão. 

Apesar do tropeço, o time comandado por Roger Machado seguiu na 7ª posição na tabela de classificação, com 31 pontos. O tricolor, no entanto, pode ser ultrapassado pelo Grêmio, 8º colocado com 28 pontos, que joga contra o Santos neste sábado, às 21h, na Vila Belmiro. 

Logo no comecinho do jogo, dois sustos para o torcedor tricolor. Aos três minutos, Pedrinho cruzou rasteiro e Clayson, de primeira, acertou a trave. Aos sete, Clayson tocou para Sornoza e ele mandou outra bola na trave. 

O Bahia tentou responder em contra-ataque, que terminou com chute de fora da área de Gilberto, para fora. O tricolor chegou outra vez ao ataque, quando Artur arrancou em velocidade, cruzou, Élber dominou livre de marcação e chutou por cima.

Aos 35 minutos, o Bahia voltou a protagonizar lance perigoso. Élber arrancou em velocidade, invadiu a área e foi derrubado por Ralf. O árbitro Dewson Freitas mandou o lance seguir. Depois, ele reviu o lance na cabine do VAR e continuou sem marcar pênalti.

Por ironia, quatro minutos depois o próprio Ralf foi ao ataque, e o chute do volante bateu no braço do zagueiro Juninho. Dessa vez, após revisão do VAR, o pênalti foi marcado. Vagner Love cobrou e, aos 43 minutos, abriu o marcador para o Corinthians dando números finais ao primeiro tempo: 1×0.

O time da casa foi pra cima logo no primeiro minuto da etapa final. Manoel levou a melhor pelo alto e cabeceou por cima do travessão. 

A primeira investida perigosa do Bahia foi aos 14 minutos, quando Artur avançou e tocou para Gregore; Clayson impediu a jogada e quase marcou gol contra. Cássio conseguiu espalmar para fora, mas antes da cobrança do escanteio o árbitro reviu a jogada na cabine do VAR e interpretou que houve pênalti de Clayson em Gregore. Gilberto cobrou aos 18 minutos, marcou o 11º gol dele na Série A e deixou tudo igual no Itaquerão: 1×1. 

O jogo ficou empatado por pouco tempo. Aos 29 minutos, Clayson recebeu lançamento de Pedrinho, tirou Douglas do lance com um toquinho e também levou a melhor diante de Nino Paraíba, que teve a oportunidade de espanar a bola, mas se atrapalhou e só lamentou ao ver o Corinthians dar números finais ao confronto.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com