Ator Paulo Silvino morre aos 78 anos

Morreu na manhã desta quinta-feira (17) o ator Paulo Silvino. Aos 78 anos, o humorista, que ficou conhecido pelo papel do porteiro Severino do Zorra Total, lutava contra um câncer no estômago. O personagem dele era um dos mais queridos do programa semanal e ficou eternizado pelo bordão “cara, crachá”. Também no Zorra Total, ele interpretou o mulherengo Alceu.

A doença foi revelada por ele em novembro do ano passado, mas em julho ele já havia se submetido a uma  cirurgia de retirada do adenocarninoma. “Foi barra, mas despertei bem-humorado perguntando: ‘ué, já acabou?'”, contou ele em tom de brincadeira à época.

Paulo Silvino estreou na TV Globo em 1966, apresentando o Canal 0, programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV. De lá para cá, ele atuou em diversas produções da emissora. Ele dizia que queria morrer trabalhando.  “Quero morrer na ativa, trabalhando na minha querida TV Globo”, disse em uma de suas últimas entrevistas.

No final da década de 80, ele comandou inúmeras vezes o Cassino do Chacrinha, substituindo o Velho Guerreiro em um dos programas de auditório com maior audiência na época. Esteve no SBT de 1989 a 1992, onde atuou em A Praça É Nossa e na Escolinha do Golias, com Ronald Golias. Também participou da Escolinha do Professor Raymundo (1993 – 1995), na Globo, e da Escolinha do Barulho (1999), na TV Record.

Filho de Silvino Netto, outro ator com veia cômica, Paulo Silvino é pai do também ator Flávio Silvino, que sofreu um acidente de carro em 1993 que o deixou com sequelas.

Fonte: Correio 24s

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - O site que tem a cara da Bahia