Após surto de covid-19, hospital das Obras Sociais Irmã Dulce transfere 200 pacientes

Após registrar um aumento de casos de coronavírus nos últimos 15 dias, o Hospital Santo Antônio, pertencente às Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), iniciou a transferência de pacientes. Serão realocados aqueles que possuem casos confirmados de coronavírus e quem tem mais de 60 anos.

Neste primeiro momento serão 200 pacientes transferidos para uma base de apoio localizada onde ficava a faculdade Ruy Barbosa, no Rio Vermelho, e para a rede estadual de saúde. Na última quinta-feira (16), a Osid confirmou que tinha 64 funcionários e 30 pacientes infectados. 

Procurada neste domingo (19), a instituição informou, por meio de sua assessoria, que não iria mais divulgar dados sobre os casos dentro do Hospital Santo Antônio para a imprensa. Os números serão repassados apenas para a secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

Em contato com a reportagem, o secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas, confirmou que o hospital Santo Antônio sofre um surto de covid-19.

Medidas
Outras medidas adotadas para tentar controlar o pequeno surto de coronavírus dentro da unidade foram o isolamento de funcionários e pacientes; desinfecção terminal de todas as áreas assistenciais do hospital; redução de 50% do número de leitos em cada enfermaria para que os pacientes fiquem mais distantes um dos outros; adequações dos sistemas de renovação de ar; realização de testes em todos os funcionários e pacientes, mesmo os assintomáticos; e intensificação das auditorias da utilização correta dos EPIs por todos os profissionais de saúde, além da desparamentação desses profissionais.

Transferência
O processo de transferência foi iniciado neste domingo (1). Dos 200 realocados, 26 tinham casos confirmados da covid-19. A subsecretária estadual da Saúde, Tereza Paim, afirmou que os pacientes irão retornar para a Osid quando as medidas de segurança forem tomadas para evitar novos contágios.

“Vagas na própria rede de saúde e acolhimento na Ruy Barbosa. Até que todas as providências de higiene forem tomadas estaremos trabalhando em conjunto para atender todos os pacientes”, afirmou.

Essas alterações serão realizadas nos próximos dias, informa a gestora de saúde da Osid, Lucrécia Savernini. “Após o início da transmissão comunitária, começamos a ter um maior cuidado dentro da instituição e afastar os casos confirmados dos demais pacientes. Após a saída dos pacientes será feita a limpeza e reduzido o número de leitos para que os pacientes fiquem mais dispersos”, explica.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com