Amargosa: Homicida de cadeirante é preso pela Polícia Civil

Em mais uma ação de combate ao crime, desta vez a Policia Civil de Amargosa foi até a Cidade de Feira de Santana e prendeu Marcel Santos Pitta, 19 anos, acusado da morte do cadeirante Murilo Silva Muniz, fato ocorrido no dia 06 de outubro de 2018, no bairro da Catiara, em Amargosa.

Esta é a segunda ação da Polícia Civil de Amargosa em cinco dias para cumprimento de mandados judiciais em outros Municípios. Na última sexta (19), os Policiais Civis de Amargosa foram até a Cidade de Camaçari, onde apreendeu um menor acusado de matar um desafeto durante uma cavalgada.

Desta vez, novamente utilizando recursos tecnológicos, Policiais da Delegacia de Amargosa conseguiram localizar o acusado da morte do cadeirante e, numa ação cirúrgica, com apoio de uma equipe policial civil de Feira de Santana, deu cumprimento a mais um mandado de prisão preventiva. O acusado estava foragido deste o dia do cometimento do crime, em local não sabido. Nesse período, Marcel passou por várias cidades, tentando se despistar da Polícia, até ser preso no dia de hoje.

Murilo Silva Muniz sofreu um grave acidente já na idade adulta, quando fazia um mergulho, o que fez perder os movimentos das pernas e passar a viver como cadeirante. Talvez debilitado emocionalmente pelas limitações advindas do acidente, passou a consumir substância entorpente. E foi justamente uma dívida de míseros R$ 20,00 (vinte reais) de drogas, que fez com que o acusado impiedosamente assassinasse a vítima com quatro disparos de arma de fogo, a maioria em sua cabeça. Antes, porém, Murilo implorou por sua vida, prometendo pagar a irrisória dívida, mas não foi aceito por seu algoz.

A população Amargosense estava clamando por Justiça, diante desse bárbaro crime. As pessoas não entendiam como pode uma vida ser sacrificada por conta de vinte reais. E mais ainda, de uma pessoa totalmente indefesa, que não poderia oferecer nenhuma resistência.

É de conhecido geral a complexidade de se conseguir provas em crimes dessa natureza, com envolvimento de traficantes, pelo medo das pessoas em falarem, temendo represarias. No entanto, com a rapidez e eficiência que é peculiar da Polícia Civil de Amargosa, em pouco tempo o crime já estava elucidado e com um vasto conjunto probatório, razão pela qual o Delegado de Polícia Adilson Freitas representou pela decretação da prisão preventiva do acusado, que foi deferida pelo Juiz Criminal.

Antes disso, porém, o acusado já havia empreendido fuga, passando por várias cidades para despistar os astutos e persistentes policiais. Nessa disputa de mocinho e bandido, mais uma vez prevaleceu o primeiro e, fazendo uso de alguns recursos, utilizando uma rede de informações e tecnologia, a equipe policial de Amargosa conseguiu localizar o acusado e cumprir mais esta prisão, garantindo que a impunidade não prevaleça e que o crime não compensa. É mais uma Missão cumprida pela Policia Civil, por uma Amargosa melhor!!

Fonte: Polícia Civil

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com