Adolescente encontra emocionante lista de desejos no celular do pai que morreu

A jovem Júlia mexia nas coisas do pai, que morrera de câncer meses antes, quando encontrou o celular dele. Ao abrir, ela foi até o bloco de notas do aparelho quando se deparou com algo que a fez chorar: uma lista de desejos dele.

“Quando sair do hospital, eu vou…”, escreveu seu pai, começando uma lista. “Ver a Ju casar”, “Cuidar dos meus netinhos”, “construir uma casa no meio do mato”, “ajudar as crianças no hospital”. E mais: “Fazer comidas novas para a Ju”, “fazer a tatuagem com a Ju”, “ir em Fátima”.

Vinte e seis planos, e uma nova linha que ele nunca completou.

Ramon do Vale Vicente morreu no dia 21 de dezembro do ano passado vítima de uma leucemia. A lista, segundo a BCC, foi escrita enquanto ele estava internado.

Júlia, que era filha única, encontrou a lista em setembro e compartilhou no Twitter. “Por isso que eu falo, aproveitem. Encontrei essa lista q meu pai escreveu no hospital antes de morrer”, escreveu. “Podem ter certeza que eu irei realizar toda essa lista do meu papai!! E eu tenho certeza que ele vai estar junto comigo nesses momentos especiais!!!”. A publicação recebeu 145 mil curtidas e quase 15 mil retuítes.

Quando viu a lista que o pai tinha escrito, viu que eram anotações de todos os planos que tinham feito juntos no hospital, diz Júlia. “Ele ficava deitado e me contava tudo que queria fazer. Ele falava que depois a gente ia fazer isso, depois ia fazer aquilo”, disse ela à BCC.

A maior parte dos itens da lista envolve a “Ju”. Agora, ela quer realizar todos os planos que eles tinham juntos, menos um, diz ela. Ela não quer trocar o sobrenome “Vale” para “Valle”, como é o sobrenome do resto dos membros da família – uma modificação que o avô fez na hora de registrar o filho e que, para Júlia, faz dos dois “únicos”.

Alguns dos outros planos já foram realizados: em janeiro, ela pediu que a mãe a levasse para Cabo Frio, no Rio, a praia favorita do pai.

A tatuagem que eles tinham combinado de fazer juntos – uma reprodução de uma foto que Júlia tirou do batimento cardíaco do pai no monitor da UTI – já está feita.

Ajudar as crianças do hospital foi algo que Júlia e Fernanda fizeram antes mesmo de verem a lista.

A casa da mãe, que ele queria reformar está em obras.

O Troller, jipe que ele tinha e que queria modificar, está com Júlia. O pai já tinha até comprado um volante vermelho, e ela quer completar todas as modificações que ele tinha em mente. Ela conta que ele lhe ensinou muito sobre carros, e que também já a havia ensinado a dirigir.

O botox que ele escreve que queria pagar para Fernanda era uma brincadeira entre os dois, explica ela.

Júlia, por sua vez, sonha também em completar as viagens da lista. Quer ir para Nova York e ver a neve – algo que o pai sempre teve vontade de conhecer, mas nunca teve a oportunidade, explica ela. Também quer ir para Fátima, uma promessa do pai, que era devoto.

Para Júlia, a lista é só mais uma lembrança do pai. “O tempo todo eu me lembro dele. Qualquer coisa que eu faço, eu me lembro dele”, diz. “Completá-la é mais uma maneira de tê-lo por perto.”

Fonte: Correio 24h

Recôncavo Web Tv, inscreva-se!

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com