Acidente em Maraú: jornalista morta era conhecida na alta sociedade paulistana

Marcela Elias com Jorge: ela morreu carbonizada e deixa um filho de 6 anos
(Reprodução/Instagram/VEJA)

A jornalista e relações públicas Marcela Brandão Elias, 37 anos, que morreu na queda de um avião de pequeno porte na praia de Barra Grande, distrito de Maraú, no Baixo Sul do estado, era uma figura muito conhecida na alta sociedade paulistana.

Conforme informações da Veja, Marcela era casada com Eduardo Elias, filho de Jorge Elias, um dos maiores decoradores do Brasil, e de Lucila. Marcela, que era jornalista e atuou por muitos anos como relações públicas, morreu carbonizada. Ela deixa um filho de 6 anos.

Ainda de acordo com a revista, o avião bimotor Cessna 550 transportava amigos e parentes para um final de semana na Bahia. A bordo estavam: Eduardo Trajano Elias (filho de Lucila e Jorge), Marcela Brandão Elias (única vítima fatal), o filho deles, Eduardo Brandão, de 6 anos, Tuka Rocha (ex piloto de stockcar), Maysa Mussi (irmã de Marcela), Eduardo Mussi (irmão do deputado Guilherme Mussi), Cristiano Rocha, Marcelo Constantino Alves, Marie Cavelan, Fernando Oliveira e o piloto da aeronave, Aires Napoleão Guerra.

A irmã dela, Maysa Mussi, é casada com Eduardo Mussi, irmão do deputado federal licenciado Guilherme Mussi (PP-SP).

O bimotor Cessna Aircraft modelo 550 caiu quando se preparava para pousar na pista do resort Kiaroa Eco-Luxury Resort, por volta de 14h desta quinta-feira (14). Os sobreviventes foram trazidos para hospitais de Salvador em aeronaves do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer).

O boletim mais atualizado da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informa que, durante a noite de ontem, um paciente foi transferido do Hospital Municipal de Salvador (HMS) para o Hospital Geral do Estado (HGE) e, nesta manhã, os dois últimos pacientes do HMS chegaram ao hospital estadual, que está, agora, com oito vítimas do acidente.

O HGE é referência em trauma e um dos poucos hospitais do Brasil com centro cirúrgico e UTI especializados no atendimento a vítimas de queimaduras.

Do total de nove feridos,ainda há uma sobrevivente – uma mulher de 27 anos – que segue internada no Hospital do Subúrbio. 

Antes de virem para Salvador, os feridos foram encaminhados para o posto de saúde de Barra Grande, onde receberam os primeiros socorros.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com