Salvador: Carro invade ponto de ônibus e atropela ao menos 5 pessoas em Itapuã

Um carro invadiu um ponto de ônibus na Rua Aristides Milton, na orla de Itapuã, em Salvador, e atingiu um grupo de pessoas que aguardava condução, por volta de 17h50 deste sábado (20). Ao todo, cinco pessoas foram socorridas para hospitais, mas é possível que até 15 pessoas tenham ficado feridas após uma Pajero invadir a parada de ônibus. Segundo agentes da Transalvador no local, a caminhonete perdeu o controle após colidir contra um carro modelo Etios.

Inicialmente, o Centro Integrado de Comunicação (Cicom) da Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que o motorista perdeu o controle do veículo e saiu da pista, em frente à 12ª Delegacia (Itapuã).

A confirmação das cinco vítimas veio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que contabilizou três homens – com 29, 33 e 35 anos, e duas mulheres – com 20 e 54 anos entre as vítimas.

No entanto, segundo a plantonista da 12ª Delegacia (Itapuã), delegada Marialda Souza dos Santos, foram pelo menos 15 pessoas feridas – também com estilhaços.

Segundo outra testemunha, o motorista da caminhonete, com a carroceria plotada com uma marca de energético, dirigia em zigue-zague. “Quando chegou próximo da farmácia, a caminhonete bateu em outro carro (o Etios). E veio em nossa direção. Eu tava em pé com minhas três filhas no ponto”, contou a ambulante Lais dos Santos, 25, que voltava para casa.

Após o acidente, algumas pessoas que presenciaram a cena tentaram agredir o condutor, que não foi encontrado após a chegada das equipes de socorro e da polícia. Ele foi identificado como Ubiratan.

Apesar de o ponto de parada ter ficado destruído – e algumas pessoas terem perdido material de trabalho -, não houve nenhuma vítima com ferimentos graves.

Os feridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado e UPA de Itapuã. Apenas a mulher de 54 anos, que tem convênio médico, recusou atendimento e preferiu ir com os bombeiros. Duas equipes do Salvar foram enviadas ao local para dar apoio e ajuda no socorro às vítimas, que não tiveram os nomes divulgados.

Fonte: Correio 24h

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Profissionalismo