fbpx

Operação Faroeste: Desembargadora Lígia Ramos é presa em Salvador e será levada para Papuda, em Brasília

A desembargadora Lígia Ramos, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), foi presa preventivamente pela Polícia Federal (PF) na manhã de hoje (20). Lígia foi alvo de mandado de prisão temporária nas 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste, deflagradas na última segunda (14).

Ela estava em prisão domiciliar porque se recuperava de uma cirurgia na vesícula. A decisão que converte a prisão dela em domiciliar, no entanto, valia até sexta (18). A desembargadora ficará em preventiva por 90 dias, que podem ser prorrogados conforme avaliação do ministro relator da operação no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes. 

Segundo o site Bahia Notícias, a magistrada será levada para a penitenciária da Papuda, em Brasília, onde ficará presa.

Também alvo das novas fases da Faroeste, a desembargadora Ilona Reis está em prisão temporária. 

Fonte: Metro 1

Recôncavo Web Tv, inscreva-se!

Compartilhe

Copyright © Recôncavo Notícias - Jornalismo com Seriedade e Profissionalismo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com